fbpx
Quem pode doar óvulos?

Podes tornar-te dadora se tiveres entre 18 e 35 anos, fores saudável e sem história de doença de transmissão sexual ou hereditária.

Em que consiste o tratamento de doação de óvulos?

Consiste num tratamento hormonal injetável durante 10-12 dias que vai fazer com que os teus ovários produzam mais óvulos e que serão doados a mulheres que precisem deles para conseguir ter um filho.

Como faço para doar óvulos?
Deves contactar um centro que faça tratamentos de reprodução assistida e que esteja apto para recrutar dadoras.
Quanto tempo dura o processo de doação de óvulos?
O processo dura aproximadamente 45 dias, desde a primeira consulta até à colheita dos óvulos. Durante este período, vais realizar exames ginecológicos e psicológicos, análises de sangue e consultas de controlo.
Há uma compensação económica por doar óvulos?

A Lei Portuguesa determina que as dadoras de óvulos têm direito a uma compensação financeira de 871,52 €, destinada ao reembolso das despesas efectuadas ou dos prejuízos direta e imediatamente resultantes da dádiva.

Quais os benefícios de doar óvulos?
Ao doares os teus óvulos estás a ajudar outras mulheres a gerar vida e a cumprir o sonho da maternidade. Por outro lado, é uma oportunidade de conheceres melhor o teu estado de saúde atual, já que para seres uma potencial candidata terás de fazer vários exames médicos.
Posso ter filhos no futuro se doar óvulos?
Com a doação não perdes óvulos nem ficas estéril. Todos os meses o teu corpo rejeita naturalmente vários óvulos para selecionar apenas um para a ovulação. A estimulação ovárica vai fazer com que se aproveitem todos os que iam ser desaproveitados. Por essa razão, ao doar esses óvulos, não estás a consumir mais óvulos do que aquilo que já acontecia num ciclo menstrual natural.
Quantas vezes posso doar óvulos?
De acordo com a lei de Procriação Medicamente Assistida em Portugal, podes doar óvulos quatro vezes.
Doar óvulos tem riscos?
Os riscos são praticamente nulos. Excecionalmente, o tratamento hormonal pode causar síndrome de hiperestimulação ovárica (uma resposta exagerada ao tratamento), infeção ou hemorragia. Todas as dadoras estarão sob rigoroso controlo médico, minimizando qualquer risco.
Vou sentir dor no momento da extração?
A extração dos óvulos é uma intervenção simples, rápida e segura feita sob uma pequena sedação para que não sintas qualquer incómodo.
Posso manter relações sexuais durante o tratamento de doação de óvulos?
As relações sexuais não são aconselháveis durante o ciclo do tratamento.
Posso ser dadora se tomar contracetivos hormonais ou se tiver DIU?

Tomar contracetivos hormonais habitualmente não tem contra-indicações. No entanto, devem ser interrompidos durante o ciclo de tratamento, pois a estimulação ovárica vai fazer com que o ovário produza mais óvulos.

No caso do DIU, não há necessidade de retirá-lo para ser dadora.

Como são usados os óvulos doados?
Os óvulos doados e extraídos durante a punção serão fecundados com os espermatozóides do companheiro da recetora ou com espermatozóides de dador. Após a fecundação e desenvolvimento em laboratório, os embriões são transferidos para o útero da recetora para que se consiga uma gravidez.
Onde posso fazer a doação?

Para saber mais informações de como e onde doar, consulte a lista dos bancos de doação de gâmetas.

Quem pode doar espermatozóides?
Podes tornar-te dador se tiveres entre 18 e 40 anos , fores saudável e sem história de doença de transmissão sexual ou hereditária.
Em que consiste a doação de espermatozóides?
A doação de espermatozóides é um ato voluntário, solidário e altruísta, no qual um homem saudável e com uma boa qualidade dos seus espermatozóides realiza uma doação para ajudar casais com problemas de reprodução, mulheres sem parceiro ou casais de mulheres a constituir uma família.
Quais os benefícios de doar espermatozóides?

Ao doares espermatozóides, estás a dar esperança a casais que desejam formar uma nova família. É também uma oportunidade para fazeres gratuitamente uma avaliação da tua fertilidade e da tua saúde com a realização de vários exames médicos.

Quantas vezes posso doar espermatozóides?
As tuas doações não podem dar origem a gravidezes em mais de oito famílias, independentemente do número total de gravidezes.
Há uma compensação económica por doar espermatozóides?

A Lei Portuguesa determina que os dadores de espermatozóides têm direito a uma compensação económica de 43,57 € por cada dádiva (calculado de acordo com 0.1 do valor do Indexante de Apoios Sociais em vigor).

Como faço para doar espermatozóides?

Deves contactar um centro que faça tratamentos de reprodução assistida e que esteja apto para recrutar dadores.

UMA INICIATIVA:
COM O APOIO: